0800 701 1611 – das 8h às 18h

Usuário: Senha:

Title Image

novembro 2013

A tecnologia tem facilitado as relações com os clientes, mas por si só não é mais o suficiente. O consumidor tem exigido um atendimento mais rápido, eficiente e também humanizado. É necessário oferecer, a cada contato, uma experiência encantadora. Uma das formas de usar a tecnologia a favor da humanização, proporcionando uma experiência única e transformando um cliente em fã da marca é a plataforma de chat inteligente – também conhecida como Assistente Virtual Inteligente (AVI). Esta é uma solução de autosserviço oferecida pela Plusoft, que permite a interação com o cliente em linguagem natural, com agilidade, respeito e atenção.

Com objetivo de apresentar ao mercado uma solução de autosserviço apoiada em totens a nível nacional, a Plusoft fecha parceria com a Schalter, empresa de desenvolvimento, fabricação e comercialização de soluções integradas de automação comercial, bancária e tecnologia da informação. A Plusoft atua principalmente nos segmentos de varejo, financeiro, seguradoras e saúde/hospitalar oferecendo soluções de CRM (Customer Relationship Management). A parceria está sendo estudada desde o final de 2012 e consiste na tecnologia oferecida pela Schalter e a sua presença em todo o Brasil. “Identificamos na Schalter um parceiro que pode atuar nacionalmente e dar suporte e manutenção aos equipamentos a nível Brasil”, explica Guilherme Porto, CEO da Plusoft. Essa parceria entre a Schalter e a Plusoft faz parte da estratégia de “embarcar em nossa solução de relacionamento com o cliente, recursos que permitam o autosserviço”, completa o CEO.

Diante da necessidade de reter e fidelizar clientes, os processos relacionados à cobrança passam a ter como objetivo não somente a recuperação da receita, mas também a manutenção dos clientes, a redução do “churn” e a minimização dos riscos operacionais e das perdas. Nesse novo contexto, torna-se fundamental personalizar a abordagem aos clientes inadimplentes, considerando seu histórico de relacionamento e a necessidade de retê-los na organização; uma vez que o encurtamento do ciclo da cobrança é indispensável para otimizar a rentabilidade das carteiras.